Português (Brasil)

2ª safra de algodão começa em MT seguindo colheita de soja, diz Abrapa

2ª safra de algodão começa em MT seguindo colheita de soja, diz Abrapa

Até o momento, a expectativa é de uma grande safra de algodão no Brasil, reforçou Schenkel, que assumiu recentemente a presidência da Abrapa

Compartilhe este conteúdo:

O plantio da segunda safra de algodão, que responde pela maior parte da produção da pluma em Mato Grosso, está em fase inicial na temporada 2022/23, à medida que também começa a colheita de soja no Estado, disse o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Alexandre Pedro Schenkel, nesta terça-feira.

“Tem algumas áreas de soja que estão sendo colhidas, mas é muito pequena a colheita, deve dar 1% a 2% da área sendo plantada como segunda safra de algodão”, afirmou Schenkel à Reuters.

A maior parte do plantio de algodão em Mato Grosso é realizado na segunda safra, após a colheita de soja, destacou o presidente da Abrapa.

Mas o Estado, maior produtor brasileiro da pluma, planta algodão em apenas 10% da área dedicada à soja na primeira safra.

“O plantio vai até o final de janeiro em Mato Grosso, a maior parte. No Brasil, Estados como a Bahia, que teve bastante chuva em dezembro, atrapalhou um pouco o plantio, mas já está tudo plantado, com ‘stand’ muito bom”, disse ele.

O Mato Grosso faz também uma primeira safra de algodão, mas essa parcela da cotonicultura responde por cerca de 15% da área plantada no Estado, com plantio realizado a partir de dezembro.

Chuvas previstas para esta semana em Mato Grosso tem potencial de segurar os trabalhos das colheitadeiras de soja e plantadoras de algodão, atrapalhando as atividades de campo, segundo avaliação da Rural Clima.

Os agricultores de Mato Grosso deram início aos primeiros trabalhos de colheita da soja 2022/23, em regiões de plantio mais precoce como o oeste, em dezembro, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Até o momento, a expectativa é de uma grande safra de algodão no Brasil, reforçou Schenkel, que assumiu recentemente a presidência da Abrapa.

“O pessoal está investindo no manejo, o mercado de algodão está bom, não está excelente, mas está bom, dá pra fazer investimento para ter alta produtividade”, comentou.

“O ideal é que melhorem os preços, o pessoal está aguardando um pouco pra travar algumas vendas, porque os custos foram muito altos, adubos a valores muito altos pela guerra…”, acrescentou.

A expectativa da Abrapa é de que a produção do Brasil fique em 2,95 milhões de toneladas da pluma em 2022/23, alta de 18% ante 2021/22.

Por Reuters

mundoagrobrasil.com.br 05/01/2023

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br