Português Italian English Spanish

Cultivo de mirtilo atrai empreendedores rurais em Goiás

Cultivo de mirtilo atrai empreendedores rurais em Goiás


Fruta exótica, nativa de regiões frias da América do Norte, está sendo produzida com sucesso no Cerrado

Frutinha de cor azulada e nativa de regiões frias, o mirtilo está sendo cultivado com sucesso no Cerrado, bioma caracterizado pelo clima predominantemente tropical sazonal. Em Goiás, já tem quem investiu na fruta e quem tem interesse em produzi-la, o que sinaliza a abertura de novos mercados para o setor agropecuário, inclusive para a agricultura familiar. Para quem deseja inovar e introduzir a cultura na propriedade, buscar a orientação da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) é o primeiro passo.

“A Emater pode auxiliar o produtor na parte técnica, implantando e acompanhando a produção, em questões como irrigação, espaçamento, escolha de melhores mudas, possíveis pragas”, pontua o engenheiro agrônomo da instituição, Magno Victor Cardoso. Segundo ele, a etapa de comercialização também é um momento crucial, no qual a Emater oferece assessoria especializada, já que geralmente é um estágio em que o pequeno produtor enfrenta maiores dificuldades. 

Atenta aos serviços de apoio disponíveis aos empreendedores rurais do Estado, a empresária goiana Lilian Alves Gomes, que pretende arrendar uma área em Pirenópolis ou Bela Vista de Goiás, procurou um escritório local da Emater para entender as possibilidades produtivas e adequadas para seu projeto. O interesse em cultivar mirtilo surgiu por conta de seu fascínio pela fruta, que tem conquistado consumidores em todo o mundo em decorrência do sabor agridoce e dos ricos benefícios à saúde.

Profissionais da Emater, Magno e o também engenheiro agrônomo Álvaro Gonçalo, colocaram Lilian em contato com um produtor de Anápolis, Masayuki Honjo, que está se tornando referência em cultivo de mirtilo em Goiás. A cultura foi implantada na pequena propriedade depois de o agricultor ser influenciado pelo amigo e pesquisador da Universidade de Brasília (UnB), Osvaldo Kyioshi Yamanishi, responsável pelo desenvolvimento de uma técnica de produção em sacos plásticos ao invés do contato direto com o solo. 

Durante a visita, Masayuki Honjo explicou aos especialistas da Emater e à produtora interessada que a variedade utilizada é primordial para o sucesso do plantio. A fazenda conta com mais de dois mil pés de mirtilo biloxi, qualidade desenvolvida pela Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) bem adaptada para climas quentes, autofértil, forte e resistente a pragas.

“A Emater foi importante nesse encontro porque levantou questões técnicas que a gente não pensaria em perguntar”, relata Lilian. Para ela, os esclarecimentos foram necessários para evitar que possíveis erros futuros sejam cometidos. A empresária revela que o próximo passo é calcular os custos para avaliar a viabilidade de seu projeto, visto que o mirtilo é uma cultura que demanda valores relativamente altos de investimento.

Cultura em expansão

Embora não haja dados oficiais no Brasil, estima-se que a produção de mirtilo no País compreenda uma área plantada de 250 hectares, com plantações pequenas, menores que dois hectares. O fruto é cultivado no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e mais recentemente em Goiás. 

Mundialmente, a produção tem crescido a cada ano e alcançou em 2019 a marca de 823.328 toneladas, conforme levantamento da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU). Cerca de uma década antes, em 2008, o valor era de 331.347 toneladas.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater, Álvaro Gonçalo, o mirtilo ainda é pouco difundido entre agricultores brasileiros, já que está concentrado em áreas de clima frio e seu cultivo exige capital tecnológico. Apesar disso, é uma fruta nobre com alto valor agregado, podendo chegar a custar R$ 100 o quilo. “Mesmo com público restrito, o número de consumidores vem crescendo, é um mercado interessante para ser desbravado pela agricultura familiar”, aponta.

Fonte: EMATER/GO

Portal do Agronegócio  21/07/2021

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

booked.net
 
+25
°
C
+25°
+19°
Mutum
Quarta-Feira, 29

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br