Português Italian English Spanish

Embrapa e ABHB iniciam mensuração de emissão de metano em reprodutores

Embrapa e ABHB iniciam mensuração de emissão de metano em reprodutores


A Embrapa Pecuária Sul e a Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) começaram a medir a geração de metano entérico por touros das raças. O estudo está vinculado à tradicional Prova de Eficiência Alimentar (PEA) e buscará mensurar, além dos reprodutores mais eficientes na conversão alimentar, quais deles têm menor taxa de emissão do gás, que é produzido durante a digestão dos ruminantes e dispersado na atmosfera por eructação.

O objetivo da PEA é trabalhar com dados científicos para a seleção de animais que se alimentam de forma mais eficiente, ou seja, consumam menos para alcançar melhores índices produtivos. Com a mensuração do metano emitido, acrescenta-se mais uma informação que pode ser usada na seleção e melhoramento genético, na busca por uma pecuária cada vez mais sustentável. 

Conforme a pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul Cristina Genro, de forma geral, o objetivo da pesquisa em parceria com as associações de raça é avaliar animais mais produtivos, que tenham melhor eficiência alimentar e que emitam menos metano entérico. “Vamos relacionar os resultados de emissão de metano com a Prova de Eficiência Alimentar. Assim, vamos avaliar quantos gramas de metano estão sendo emitidos por animal para cada quilo consumido e transformado em peso. Nossa intenção não é comparar entre raças, mas em cada raça ver quais animais atendem ao critério de menores emissores”, destacou.   

Segundo o analista da Embrapa Pecuária Sul Roberto Collares, coordenador das provas de avaliação genética a campo e de eficiência alimentar, esse avanço nas avaliações realizadas pela Embrapa Pecuária Sul em parceria com as associações de raça é fundamental. “A avaliação da emissão de metano vem em boa hora, pois a pecuária nacional busca identificação de características de eficiência com pesquisas científicas que estabeleçam essas qualidades”, disse.

Para o Gerente de Operações e da Carne Hereford, Felipe Azambuja, o estudo é de suma importância para a ABHB, pois é uma forma de auxiliar o setor pecuário a aumentar sua produção em harmonia com a sociedade e meio ambiente. “Importante pesquisa realizada pela Embrapa com total apoio da ABHB e de seus sócios. Acreditamos que a mensuração é mais uma informação relevante para uma produção cada vez mais sustentável”, pontuou. 

Durante a PEA e a avaliação de emissão de metano, os reprodutores ficam confinados, com acesso à alimentação e água sem restrição, conforme as recomendações de bem-estar animal. Antes da PEA, os animais também passaram pela Prova de Avaliação a Campo (PAC).

Fonte: Embrapa Pecuária Sul

Portal do Agronegócio 04/05/2022

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

booked.net
 
+25
°
C
+25°
+19°
Mutum
Quarta-Feira, 29

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br