Português (Brasil)

Brasil consome 70% do milho produzido, diz diretor-técnico da Abramilho

Brasil consome 70% do milho produzido, diz diretor-técnico da Abramilho

Políticas públicas e compras antecipadas são alternativas de garantia do cereal para criadores e usinas de etanol

Compartilhe este conteúdo:

Com uma produção total de milho estimada em 125,8 milhões de toneladas na safra 2022/23, o Brasil deve consumir 70% e exportar 30%. Na avaliação da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), o país necessita de uma equalização na distribuição do cereal.

O diretor-técnico da Abramilho, Daniel Rosa, entrevistado desta quinta-feira (12) do programa Direto ao Ponto, afirma que o Brasil é um país superavitário quanto ao milho, conseguindo tanto atender a sua demanda interna quanto a externa.

 

Ele salienta que as cerca de duas milhões de toneladas de milho importadas da Argentina e do Paraguai é “pouco perto de uma produção perto de 126 milhões de toneladas”.

De acordo com o diretor-técnico da Abramilho, o que falta são ajustes serem realizados quanto a distribuição do cereal no mercado interno, como é o caso de um estoque público para pequenos granjeiros e a prática da aquisição antecipada por parte dos grandes produtores e integrados da indústria.

 

“Para o produtor [de milho] é muito bom ele plantar já sabendo para quem ele vai vender e quanto vai receber. Não pode ser igual ao produtor de leite que depois que vender é que vai descobrir por quanto”.

Outro ponto considerado importante para o equilíbrio da distribuição interna do milho é quanto a infraestrutura, em especial a ligada ao escoamento, principalmente para as regiões sul e nordeste, grandes consumidoras, a um preço acessível.

Foto: Canal Rural Mato Grosso

Cigarrinha do milho ainda preocupa

Uma das preocupações para a safra 2022/23 de milho, além do clima e preços, é quanto a cigarrinha do milho, que de acordo com Daniel Rosa, segue pressionando o setor.

 

“Na safra passada 11 estados tiveram a presença da cigarrinha. Esse ano o Rio Grande do Sul começou a ter uma presença forte já no início da primeira safra. Goiás também. Mas, os produtores estão ficando mais conscientes. Estão fazendo o controle mais cedo”, diz o diretor-técnico da Abramilho.

Apesar da conscientização dos produtores, Daniel Rosa reforça a necessidade de monitoramento constante.

canalrural.com.br 16/01/2023

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br