Português (Brasil)

Empaer produz mudas de flores tropicais e orienta agricultores no cultivo das espécies

Empaer produz mudas de flores tropicais e orienta agricultores no cultivo das espécies

Compartilhe este conteúdo:

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) produz mudas de flores tropicais das variedades strelitzia, helicônias, bastão do imperador, binhai, alpinia e antúrio para comercialização no Campo Experimental do município de Acorizal (62 km ao Norte de Cuiabá). Com objetivo de dar suporte aos agricultores familiares no cultivo da cultura, na hora da compra os técnicos da Empaer dão todas as orientações técnicas das espécies e como cultivar cada uma delas.  As flores tropicais são destinadas principalmente para arranjos florais, paisagismo e os preços que variam de R$ 7 a 10 reais a muda.

O técnico responsável pelo Campo Experimental, Déll Oliveira Santos, fala que numa área de cinco mil metros quadrados são cultivadas as flores tropicais,  e possui cinco casas de vegetação e produção a céu aberto. Esse trabalho de pesquisa, considerado inédito, iniciou em 2009. “O produtor interessado em adquirir mudas precisa fazer a reserva e aguardar em média 20 dias, período em que a muda estará pronta para o plantio”, enfatiza Déll.

Arquivo produtor

O produtor Fernando, comercializa mil unidades de flores tropicais, por mês.

Ele destaca que as plantas ornamentais tropicais, flores e folhagens destinadas ao corte são perenes, apresentam porte, formas exóticas de durabilidade e podem ser cultivadas em áreas impróprias para outras atividades agropecuárias. A primeira colheita leva em média de 8 a 12 meses. No segundo ano, as flores são mais produtivas. E destaca, que a pesquisa da Empaer mostrou que Mato Grosso possui excelentes características de solo, clima e localização geográfica privilegiada para o desenvolvimento de uma floricultura eficiente e competitiva.

Normalmente são comercializadas as hastes florais e folhagens muito utilizadas para decoração, buquê e lembranças.  O técnico Déll, explica que para trabalhar com essas flores tropicais requer um acompanhamento para verificar a muda que será plantada, área escolhida, irrigação e orientações de um técnico. A atividade de produção de flores possibilita múltiplas formas de exploração e diversidade de cultivo que podem ser: produção de flores de corte, plantas envasadas, folhagens, plantas de interior e viveiros de produção de mudas para jardins. “Acredito que essa atividade é mais uma fonte de renda e permite que as pessoas que adquirem as flores possam trazer a beleza do campo para a sua casa”, salienta Santos. 

Empaer-MT

A primeira colheita leva em média de 8 a 12 meses.

Há 14 anos, a pesquisadora aposentada da Empaer, Eliane Forte Daltro, iniciou a pesquisa em parceria com as pesquisadoras Carmem Fava, do Instituto Federal de Mato Grosso, e Lozenil Frutuoso, pesquisadora da Empaer aposentada. Daltro esclarece que a pesquisa com flores tropicais foi gratificante, abriu muitas oportunidades de negócios para os pequenos produtores. Ela destaca que as helicônias são rústicas, produzem o ano todo e são uma boa opção de variedade para iniciar a atividade. “Começamos com os experimentos e logo em seguida, com visitas técnicas para o conhecimento do nosso público alvo, o agricultor familiar”, ressalta Eliane.

O casal de produtores Fernando Alexandre Rieger e sua esposa, Camila Tafarel possuem cultivo de flores tropicais numa área de 5 mil metros quadrados, no Sítio Barra Verde, na Comunidade Brígida, no município de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). Fernando é engenheiro agrônomo e cultiva flores desde 2016. Conheceu o plantio no Campo Experimental da Empaer e acredita que a produção é uma oportunidade de negócio.

Déficit de armazenagem coloca em risco o abastecimento interno de grãos

Comercializa por mês em média mil unidades de flores tropicais por R$ 5,50 a R$ 6,00, dependendo do tamanho. Fernando explica, que toda a produção é vendida para os profissionais de decoração que utilizam as flores naturais em diversos eventos tais como, festas, casamentos, aniversários, formaturas e outros. Ele tem a intenção de ampliar dentro dessa área o cultivo de folhagens que tem um bom comércio no município e consegue vender a R$ 5,00 a folha. “O cultivo de flor vem para agregar o meu negócio, como outra fonte de renda”, ressalta Rieger.

Caso esteja interessado em saber mais sobre o cultivo de flores tropicais, a Empaer lançou uma cartilha técnica sobre a implantação do agronegócio e o potencial da cadeia produtiva. Para acessar, clique AQUI.

Empaer-MT

Por Rosana Persona | Assessoria/Empaer-MT.

agrnoticias.com.br 08/03/2023

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br