Português (Brasil)

Escassez eleva custo da mão-de-obra capacitada em até 40% em MT

Escassez eleva custo da mão-de-obra capacitada em até 40% em MT

A falta de mão-de-obra capacitada preocupa e gera perda de agilidade nos processos das lavouras no estado

Compartilhe este conteúdo:

Um aumento de até 40% no custo da mão-de-obra para manter um profissional capacitado. É o que prevê o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) para a safra de 2023/24.

A realidade apontada por alguns agricultores de Mato Grosso, motivada pela escassez de uma mão-de-obra qualificada para o campo, é o tema do episódio 72 do Patrulheiro Agro.

 

 

A situação é considerada preocupante. Especialistas e lideranças do setor cobram atenção redobrada na formação de profissionais para garantir o futuro da agricultura mato-grossense.

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore, explica que o problema ocorre tendo em vista que a agricultura expandiu nos últimos anos, porém não foi condizente com a relocação de profissionais especializados no campo.

“A gente soma isso à evolução das máquinas, das tecnologias e o que a gente tem cada vez mais é um descolamento entre a necessidade e o preparo dos profissionais que trabalham no campo”, diz Fernando Cadore.

Foto: Colaborador – Operador de secador

O cenário preocupa os colaboradores

Gerente de produção Luis Antonio Huber, comenta que a situação preocupa também os colaboradores das propriedades. “Profissional capacitado e pronto para o trabalho é difícil. Aí é preciso manter um salário bom, oferecendo uma outra vantagem para o trabalhador ficar na sua empresa. De uns três anos para cá, subiu em 40% o custo para manter um profissional capacitado”, pontua.

Já para o agricultor Fernando Ferri, esse problema com profissionais capacitados faz com que ele tenha uma perda na agilidade dos processos da lavoura, uma vez que o produtor tem deixado de fazer algumas atividades para ensinar os colaboradores.

“Mato Grosso cresce a ritmo chinês a 7%, 8%, 10% ao ano e nós não estamos conseguindo suprir a demanda de mão de obra com o pessoal local. Falta gente qualificada e que tenha experiência na área. Tinha uma vaga de operador de secador, não apareceu e eu paguei um operador de máquina e estou ensinando ele a operar o secador. Estou tendo mais funções”, explica.

canalrural.com.br 20/02/2023

 

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br