Português (Brasil)

Fertilizante nanotecnológico é foco da universidade dos EUA

Fertilizante nanotecnológico é foco da universidade dos EUA

“Fertilizantes e pesticidas tradicionais há muito tempo são associados a altos níveis de emissão de gases"

Compartilhe este conteúdo:

O laboratório da Universidade Estadual de Utah, nos Estados Unidos, está desenvolvendo fertilizantes nanotecnológicos que poderiam reduzir as emissões de gases de efeito estufa e resultar em maior eficiência para os agricultores, que usariam até 75% menos do fertilizante tradicional. A pesquisa, realizada por meio do Utah Water Research Laboratory da universidade, foi publicada em dezembro na revista Nature Food, segundo informações da escola. Yiming Su, professor assistente do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da USU, liderou o estudo.

“Fertilizantes e pesticidas tradicionais há muito tempo são associados a altos níveis de emissão de gases de efeito estufa e poluição ambiental severa”, de acordo com o estudo. "Fertilizantes e pesticidas habilitados para nano funcionam transformando agroquímicos tradicionais em uma fórmula nano que fornece nutrientes de maneira mais direcionada. Isso torna os fertilizantes e pesticidas mais eficientes e reduz o impacto ambiental".

Su disse que a eficiência do fertilizante nanotecnológico varia de acordo com a cultura ou planta, mas muitas de suas plantas precisaram de 30% menos do fertilizante nanotecnológico do que o fertilizante tradicional. Algumas de suas plantas, no entanto, precisaram de apenas metade do fertilizante nanotecnológico, e algumas usaram 75% menos fertilizante nanotecnológico do que o fertilizante tradicional, disse ele. "Portanto, se pudermos realmente reduzir em 75%, será realmente benéfico para os impactos econômicos e ambientais", disse Su.

Ainda não está pronto para uso generalizado. No entanto, há fortes evidências de que "a inovação de agroquímicos habilitados para nano representa um passo significativo na busca da agricultura sustentável e da produção de alimentos", de acordo com a pesquisa. Su disse que os próximos passos incluem tornar o fertilizante nanotecnológico econômico, para que os agricultores possam eventualmente usá-lo em larga escala. O laboratório está projetando o fertilizante de nanotecnologia para ser seguro e verde, disse ele, e espera que mais pessoas do que apenas agricultores o usem.

Fonte: Agrolink

Portal do Agronegócio 08/02/2023

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br