Português (Brasil)

Fertilizantes especiais hidrossolúveis agregam eficiência à produção agrícola

Fertilizantes especiais hidrossolúveis agregam eficiência à produção agrícola

Com tecnologias que entregam processos nutricionais mais eficientes, esses produtos aumentam a produtividade com redução do impacto ambiental.

Compartilhe este conteúdo:

Mudanças climáticas, fenômenos como El Niño e La Niña, além de um mercado consumidor exigente em relação à origem dos alimentos, estão entre os fatores que vêm corroborando a necessidade da priorização da produtividade agrícola vinculada à oferta hídrica.

Nesse contexto, os fertilizantes especiais hidrossolúveis, de origem mineral, representam uma tecnologia mais eficiente em relação aos fertilizantes convencionais, resultando em maior produtividade, sem expansão da área de plantio, com economia de insumos, de água e redução nos custos, tendo um menor impacto ao meio ambiente.

Vice-presidente do conselho deliberativo da Abisolo, Gustavo Branco – Foto: Divulgação/Abisolo

Conforme o vice-presidente do conselho deliberativo da Abisolo (Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal), Gustavo Branco, uma parte significativa das boas práticas necessárias para que um alimento chegue saudável à mesa do consumidor se relacionam à nutrição oferecida ainda na lavoura. “Se nós, seres humanos estamos bem alimentados, é possível reduzir drasticamente o consumo de remédios e suplementos. Para a planta, o paralelo é muito parecido”, explica o vice-presidente.

Atualmente, a evolução contínua dos estudos sobre como as plantas absorvem os nutrientes associada à curva de demanda de cada elemento, subsidiam a condução dos processos nutricionais, esclarece Branco. “Os conhecimentos mais aprofundados da fisiologia vegetal, juntamente com os processos de oferta nutricional, hoje, são a base do desenvolvimento adequado para a busca do que se chama de Nutrition Use Efficiency (NUE) ou Eficiência no Uso da Nutrição. E por que a eficiência da utilização da nutrição é importante? Justamente para maximizar a sustentabilidade em sua tríade, Econômica, Social e Ambiental”, revela.

A maneira mais comum de oferecer os macronutrientes primários, necessários à nutrição das plantas, como se sabe, são os famosos NPK convencionais, mas, segundo o vice-presidente da Abisolo, esses elementos sofrem perdas devido às características de uma agricultura tropical como a do Brasil. Diante desta constatação, até as fabricantes de fertilizantes convencionais já têm em seu portifólio fertilizantes especiais, o que denota uma conduta clara de busca de sustentabilidade, diante dos desafios atuais através de fertilizantes mais eficientes em todos os aspectos.

O mercado de fertilizantes especiais, ambientalmente sustentáveis, adequados às particularidades de cada área e às condições exigidas em que sua produção está inserida, cresceu em média 30% ao ano, nos últimos 5 anos, o que demonstra uma maior adoção destas tecnologias pelos agricultores, conforme dados do Anuário da Abisolo. Apesar disso, o País ainda é dependente 85% em média, de fertilizantes convencionais importados, conforme dados divulgados em 2022 pelo Ministério da Agricultura. Pela característica de maior eficiência na entrega nutricional, os fertilizantes especiais são foco na mitigação desta dependência, fato confirmado e inserido no Plano Nacional de Fertilizantes.

Fertilizantes hidrossolúveis proporcionam maior eficiência à nutrição agrícola

Para absorver nutrientes, a planta produz ácidos orgânicos vegetais, que se espalham ao redor das raízes, os quais solubilizam os elementos nutricionais, transformados em íons. Com a oferta e recomendação adequada, em cada cultura e condição de produção agrícola, os fertilizantes 100% solúveis em água facilitam o processo de absorção, melhorando as condições de nutrição por parte das plantas, promovendo uma redução do volume utilizado, pondera Gustavo Branco.

Vantagens e formas de aplicação

Por meio de resultados reais obtidos por meio de recomendações específicas em aplicações de alta tecnologia, pode-se confirmar de maneira clara, o incrível aumento de produtividade comparado ao manejo convencional, dobrando, ou mais, a produtividade em algumas culturas.

“Significa que não preciso de tanto espaço para aumentar a produção. Preciso entender essa tecnologia e fazê-la funcionar, tendo como consequência o aumento da produtividade. Isso está cada vez mais claro e em voga, nas discussões internacionais e está trazendo um desenvolvimento técnico para empresas que oferecem equipamentos, elementos nutricionais e outras, dentro da chamada agricultura de alta precisão e intensiva, possibilitando uma viabilidade econômica cada vez maior. A adoção está acontecendo não só porque é sustentável, mas porque vale a pena. Você produz muito mais, em espaço muito menor, com impacto ambiental quase zero, e em condições de qualidade cada vez maior” reflete Gustavo Branco.

A aplicação dos fertilizantes especiais hidrossolúveis pode ocorrer via foliar, na parte aérea das plantas; via líquida, no solo; via fertirrigação por gotejamento (na quantidade exata de nutrição e de hidratação que a planta necessita), micro aspersão, subterrâneo ou hidroponia (cultivo sem o uso do solo ou substrato, no qual as raízes recebem uma solução nutritiva).

Fonte: Assessoria Abisolo

opresenteural.com.br 08/03/2023

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br