Português (Brasil)

Milheto é visto como opção segura e lucrativa para o produtor na segunda safra

Milheto é visto como opção segura e lucrativa para o produtor na segunda safra

Cultura exige menos água e conta com janela ideal até 10 de março; produtividade pode chegar a 50 sacas por hectare

Compartilhe este conteúdo:

Com período seguro de plantio até 10 de março e por exigir menos água, o milheto vem sendo visto como uma alternativa segura e lucrativa para o produtor rural na segunda safra. Produtividade pode chegar a 50 sacas por hectare.

A safra 2022/23 em Mato Grosso vem registrando chuvas prolongadas, estendendo assim o ciclo da soja e encurtando a janela ideal do milho, que encerra no final de fevereiro.

Uma das alternativas buscada pelos agricultores que não querem arriscar semear o cereal fora da janela ideal são os híbridos de milheto, que de acordo com especialistas tem como uma das principais características ser mais eficiente no aproveitamento da água quando comparado ao milho e sorgo.

 

“Costumamos dizer que a agricultura é uma ‘indústria a céu aberto’, sujeita a vários riscos, e o clima é um deles, pois não temos controle sobre o mesmo. Mas com planejamento podemos mitigar os riscos quando se pensa na segunda safra”, afirma o diretor comercial da ATTO Sementes, Juca Matielo.

Conforme Matielo, o planejamento começa já na decisão de quais variedades de soja se irá plantar. Isso nos permite ter uma certa ‘visão’ da janela que se abre para o plantio de 2ª safra dentro da melhor época para cada cultura”, reforça.

O milheto é o sexto cereal mais importante do mundo. A sua origem é africana, onde se adaptou muito bem no ambiente desafiador e de pouca disponibilidade de água, o que confere ao cereal a característica de ser altamente eficaz no aproveitamento da água disponível no solo.

Menos riscos e mais lucro

Nas últimas safras, o milheto vem ganhando força e surpreendendo os agricultores pelo Brasil. A ATTO Sementes iniciou em 2003 um trabalho pioneiro no desenvolvimento de novas cultivares de milheto, em parceria com o melhorista Luiz Albino Bonamigo. A empresa também foi responsável pelo desenvolvimento do primeiro Híbrido de Milheto Granífero do Brasil.

 

Os híbridos de milheto são uma cultura lucrativa com ganhos diretos e indiretos para os agricultores. As cultivares disponíveis, ADRG 9060 e ADRG 9070, já entregam entre 40 e 50 sacas por hectare de grãos de alta qualidade.

Além disso, os Híbridos de Milheto Granífero reduzem a população de um nematóide que afeta muito a produtividade da soja, o Pratylenchus brachyurus.

Os grãos têm uma aceitação enorme pelas granjas de aves, suínos e também nos confinamentos de gado de corte. Eles agregam em qualidade na formulação das rações, pois têm valores de proteína bruta 50% maior que milho e sorgo, além de um excelente perfil de aminoácidos. O grão de milheto também é uma ótima alternativa para alimentação humana, como base para produtos integrais, sendo reconhecido e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

canalrural.com.br 07/02/2023

Compartilhe este conteúdo:

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br