Português (Brasil)

ORGANIZAÇÃO METEOROLÓGICA MUNDIAL ALERTA SOBRE POSSÍVEL RETORNO DO FENÔMENO CLIMÁTICO EL NIÑO

ORGANIZAÇÃO METEOROLÓGICA MUNDIAL ALERTA SOBRE POSSÍVEL RETORNO DO FENÔMENO CLIMÁTICO EL NIÑO

Segundo a agência, chances aumentam a partir de junho com 55% de probabilidade de ressurgimento e elevação dos níveis de temperatura

Compartilhe este conteúdo:

Uma mudança nas condições de temperatura, nos próximos meses, pode levar ao possível retorno do fenômeno El Niño, após três anos consecutivos de um clima influenciado pelo La Niña com padrões de chuvas em diferentes partes do mundo.

A previsão é da Organização Meteorológica Mundial, OMM, com base em estudos realizados por entidades parceiras, entre elas o UK’s Met Office, do Reino Unido.

:: Fora do normal

A agência da ONU afirma que existe uma probabilidade de 15% do El Niño voltar entre abril e junho. As chances sobem para 35% entre maio e julho. E são de 55% de junho a agosto.

Conhecido como um fenômeno atmosférico, o El Niño causa um aquecimento, fora do normal, das águas do Oceano Pacífico na parte equatorial, o que por sua vez influencia a superfície da água e o clima de outras partes do globo.

Já o fenômeno La Niña está relacionado à redução da temperatura das águas do Pacífico também na parte equatorial.

E enquanto os meteorologistas consideram a probabilidade do retorno do El Niño e de um aquecimento da temperatura, o período seguinte será conhecido como de condições neutras Enso, o que significa “nem El Niño nem La Niña”, o que pode ocorrer entre este mês até maio com 90% de chance.

:: Modelos e barreira

A previsão é resultado de modelos e avaliações de peritos que trabalham na atualização das informações. A OMM indica que existe uma grande incerteza associada às previsões para esta época do ano, que é conhecida como a barreira de previsibilidade da primavera.



O secretário-geral da Agência, Petteri Taalas, lembra que o primeiro período de três anos consecutivos do La Niña, no século 21, está chegando ao final, assim como o efeito de resfriamento que freou, temporariamente, o aumento das temperaturas globais, ainda que os últimos oito anos tenham sido os mais quentes já registrados.

Taalas acredita que com a chegada do El Niño, as temperaturas globais voltem a subir. A OMM lembra que 2016 é até agora o mais quente da história por causa da combinação do fenômeno meteorológico com a mudança climática.

:: Cenário oposto

E pelos modelos apresentados, existe 93% de chance de pelo menos um ano até 2026 se tornar o mais quente.

O mesmo modelo apresenta uma probabilidade de 50:50 de chance de a temperatura global alcançar 1.5°C acima dos níveis da era pré-industrial. As informações foram divulgadas no ano passado pelo Escritório de Meteorologia do Reino Unido, o UK Met Office.

O La Niña atual começou em setembro de 2020 com uma pausa breve do verão boreal de 2021. O resfriamento em larga escala é um cenário oposto ao que se vê com o El Niño, que tem um impacto de aquecimento.

No mês passado, a OMM divulgou um panorama regional para a África sobre a situação catastrófica do Chifre da África que pode piorar por causa da expectativa de pouca chuva prevista para a estação de março a maio deste ano.

O La Niña tem sido associado à seca na região assim como em partes da América do Sul, e a uma estação de chuvas acima do normal no sudeste da Ásia e na Australásia, que inclui Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné e outras ilhas da região.

Fonte: DATAGRO

02/03/2023

Compartilhe este conteúdo:

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br