Português (Brasil)

Produção de bioeletricidade a partir do biogás deve atingir 2,1 GW até 2032

Produção de bioeletricidade a partir do biogás deve atingir 2,1 GW até 2032

A expectativa é a geração de 2,1 GW até 2032, o que deve colocar o setor sucroenergético como um dos principais geradores de biogás no país

Compartilhe este conteúdo:

O Ministério de Minas e Energia e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) divulgaram, no começo de fevereiro, o Plano Decenal de Expansão de Energia 2032 (PDE), que mostra o potencial do setor sucroenergético na produção de bioeletricidade a partir do biogás. A expectativa é a geração de 2,1 GW até 2032, o que deve colocar o setor sucroenergético como um dos principais geradores de biogás no país.

Produzido a partir dos subprodutos do etanol e açúcar, como vinhaça, torta de filtro e palhas, além de ser usado na produção de energia elétrica, o biogás, quando purificado é transformado em biometano, que pode ser usado substituir o diesel.

Segundo a ABiogás (Associação Brasileira de Biogás), a produção atual brasileira de biometano em cerca de 400 mil metros cúbicos por dia, mas com capacidade de chegar a 30 milhões de metros cúbicos por dia até 2030.

Com base nesses dados, a EPE projeta que a produção de biogás pode chegar a 34,9 bilhões de metros cúbicos de biogás e a de biometano, 19,2 bilhões de metros cúbicos até 2032. Volume suficiente para suprir 20% da demanda de combustível fóssil do agronegócio brasileiro.

Fonte: RPA News

Portal do Agronegócio 13/02/2023

Compartilhe este conteúdo:

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 

 

Booked.net
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sinop
Quarta-Feira, 29
booked.net
 
+30
°
C
+31°
+23°
Alta Floresta
Quarta-Feira, 29

 

Booked.net - book your hotel here
 
+25
°
C
+28°
+22°
Sorriso
Quarta-Feira, 29
Booked
 
+25
°
C
+28°
+22°
Lucas do Rio Verde
Quarta-Feira, 29

 

 

Saiba mais: https://www.cepea.esalq.usp.br/br